terça-feira, maio 23, 2006

[M.C. Escher's "Bond of Union" C 2005 The M.C. Escher Company-Holland. All rights reserved. www.mcescher.com]

[Notas sociológicas] Identidade
Quem és tu?
Quem pensas que és, quem pensam que és, quem querem que penses que és, quem conseguem pensar que és, quem consegues pensar que és?
Uns senhores (Albert e Whetten, 1985), a propósito de Identidade Organizacional, resumiram a coisa a isto: (i) o que é que os membros da organização consideram central na organização?; (ii) o que é que distingue a organização das outras?; e (iii) o que é que é percebido pelos membros da organização como sendo durável e que confere a ligação entre o passado o presente e, presumivelmente, o futuro da organização?
Lendo isto (sobretudo o ponto i e o ponto iii) somos levados a crer que o conceito de identidade tem muito de auto reflexivo. Por princípio parece-me bem. Mas que efeitos tem o contexto sobre o indíviduo? É evidente que o indíviduo pode sempre alterar o contexto; pelo menos, para sermos conservadores, durante o tempo em que ele nele participar. Mas... e o contexto, pode alterar inexoravelmente o indíviduo? E ele? Será o que o contexto dele fizer ou será o que as suas predisposições o leva(ra)m a crer que seria?
___________________________________

Albert, S. e Whetten, D.A. (1985). Organizational identity. In L.L. Cummings e B.M. Staw (Eds) Research in organizational behavior (Vol. 7, pp-263-295) Greenwich, CT: JAI

1 comentário:

Anónimo disse...

Where did you find it? Interesting read Uk blackjack casino rules